Jornalista que investiga máfia dos caça-níqueis sofre atentado em SP

A ARTICLE 19 condena expressamente o atentado contra o jornalista João Alckmin e pede às autoridades brasileiras que investiguem o caso imediatamente, punindo os responsáveis.

João Alckmin apresenta o programa de rádio “Show time” na rádio Piratininga, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. No dia 23 de novembro, ele caminhava na rua quando levou um tiro no pescoço, disparado por trás. Ao virar-se, o jornalista foi atingido com outro tiro que o feriu no braço e abdome. Alckmin foi hospitalizado e sobreviveu ao ataque.

João Alckmin declarou à ARTICLE 19 que acredita que a tentativa de assassinato se deva às denúncias sobre a máfia dos caça-níqueis e o envolvimento da polícia com o crime organizado. Ele vem denunciando o tema em seu programa de rádio há quatro anos. O atentado foi o mais recente de uma série de ataques e ameaças contra o jornalista.

No dia 5 de julho de 2007, o advogado Rodrigo Duenhas foi baleado no pescoço ao acompanhar a esposa de Alckmin na saída de seu escritório. A vítima e Alckmin acreditam que o atentado se destinava ao jornalista. Alckmin disse à ARTICLE 19 que vem recebendo cartas e telefonemas com ameaças há mais de um ano. Em outro episódio, uma língua de vaca foi colocada na porta de seu escritório. Alckmin contou à ARTICLE 19 que a polícia iniciou uma série de investigações sobre os ataques, mas sem sucesso. De acordo com ele, alguns inquéritos já foram arquivados.

A ARTICLE 19 expressa total solidariedade a João Alckmin e sua família, e pede às autoridades brasileiras que punam os responsáveis pelo atentado”, afirmou Agnès Callamard, diretora executiva da ARTICLE 19.

Os ataques contra jornalistas no Brasil estão geralmente relacionados a investigações e matérias denunciando casos de corrupção e outras irregularidades cometidas por autoridades públicas. Os principais autores da violência são indivíduos envolvidos com o crime organizado, incluindo policiais e políticos corruptos. A extensão exata do problema, no entanto, pode estar subdimensionada. A situação parece ser particularmente difícil para jornalistas e trabalhadores de veículos de comunicação pequenos ao Norte do país e no estado da Bahia.

O ataque contra João Alckmin é a mais recente demonstração de que a violência contra jornalistas ainda é um problema muito presente no Brasil e inclui assassinatos, agressões físicas e ameaças. O medo de divulgar matérias sobre essas agressões, a autocensura e o tamanho do país podem ser fatores contribuindo para evitar uma avaliação exata e abrangente da escala do problema. Mas a situação é real e as autoridades devem agir rapidamente”, disse Callamard.

MAIS INFORMAÇÕES

  • Para mais informações, favor entrar em contato com Paula Martins: paula@article19.org ou +55 11 3057 0042
  • A ARTICLE 19 é uma organização independente de direitos humanos que trabalha em vários países na promoção e proteção do direito à liberdade de expressão. Seu nome vem do Artigo 19 da Declaração Universal de Direitos Humanos, que garante a liberdade de expressão e informação.

Postado em

Icone de voltar ao topo