RESULTADO: Confira a relação das 30 organizações ou coletivos de comunicação popular, comunitária ou independente da Amazônia que serão apoiadas

A ARTIGO 19 agradece as mais de 60 inscrições recebidas na campanha #CompartilheInformação #CompartilheSaúde, que nesta segunda edição vai apoiar  organizações ou coletivos de comunicação popular, comunitária ou independente que atuam na Amazônia.

Ao longo dos últimos dias, ler propostas e iniciativas diversas e fundamentais só aumentou nossa certeza que ações conjuntas e parcerias são essenciais para responder à crise e superar os desrumos da pandemia no país. 

Um comitê da ARTIGO 19 selecionou as iniciativas que receberão apoio, com base nos critérios da nossa chamada aberta. E temos uma boa novidade: conseguimos ampliar o número total de grupos de 15 para 30 selecionados. Esperamos que em meio à crise de saúde causada pela pandemia de COVID-19, em especial nos estados pertencentes a Região Geoeconômica da Amazônia, esta iniciativa contribua para o fortalecimento dos direitos humanos e do acesso de grupos diversos à informação e à saúde. 

Conheça os/as contemplados/as:

  • A VOZ Indígena sem Fronteira da Serra da Lua – Bonfim (RR) 
  • Abaré – Escola de Jornalismo – Manaus (AM) 
  • APIZ – Associação do Povo Indígena Zoró – Ji-Paraná (RO) 
  • Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) – Manaus (AM) 
  • Associação Agentes Agroflorestais Quilombolas (AAQ) – Itapecuru-Mirim (MA)
  • Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura (ACESA) – Bacabal (MA) 
  • Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão ACONERUQ – São Luís (MA)
  • Associação dos Moradores da Reserva Extrativista Rio Iriri (Amoreri) – Podcast Áudio do Beiradão – Altamira (PA) 
  • ÁudioZap Povos da Terra – Cuiabá (MT)
  • Casa 8 de Março – Encamto – Entidade Casas da Mulher no Tocantins – Palmas (TO)
  • Caxxyri – Coletivo Comunitário do Bairro Coroado – Manaus (AM) 
  • Coletiva Banzeira Feminista – Manaus (AM)
  • Coletivo Audiovisual Munduruku – Itaituba (PA)
  • Coletivo Casa Preta – Belém (PA)
  • Coletivo DesminTO Fake News – Palmas (TO) 
  • Coletivo Os 15 Guardiões – Santarém (PA) 
  • Coletivo Paranã Pukahü T.I Jiahui – Humaitá (AM) 
  • Grupo de Mulheres Quilombolas Na Raça e Na Cor – Santarém (PA) 
  • Instituto de Mulheres Negras – IMENA – Macapá (AP)
  • Juventudes Por Justiça Social e Ambiental do Médio Xingu – Altamira (PA)
  • Nato Audiovisual – Santarém (PA) 
  • OPIROMA – Organização dos Povos Indígenas de Rondônia, Noroeste do MT e Sul do AM – Vilhena (RO)
  • Rádio e Tv Quilombo – Vargem Grande (MA)
  • Rede CineFlecha (MT)
  • Rede de Jovens Indígenas Comunicadores do Alto Rio Solimões/Núcleo São Paulo de Olivença – São Paulo de Olivença (AM) 
  • Rede de Jovens Indígenas Comunicadores do Alto Solimões- REJICARS – Benjamin Constant (AM) 
  • Resistência Cultural Upaon Açu- Re(o)cupa – São Luís (MA)
  • Sacaca&Malungu contra o coronavírus – Santarém (PA)
  • Setor de Comunicação do MST – Marabá (PA)
  • TV Comunidades – São Luís (MA)

Estes parceiros receberão um apoio de R$ 12.000,00 para produção e circulação de conteúdos sobre diferentes aspectos da crise econômica, política, social e de saúde pública neste momento e que tragam novas perspectivas sobre redes de solidariedade, ações de enfrentamento, impactos e caminhos para afirmar direitos. Também serão contatatos para integrar uma rede de troca e disseminação de conteúdos: a campanha #CompartilheInformação #CompartilheSaúde.

A equipe da ARTIGO 19 entrará em contato na próxima semana para encaminhamentos em relação aos próximos passos.

Registramos mais uma vez o nosso muito obrigada a todos/as que nos enviaram respostas plurais e engajadas. Também reforçamos que a quantidade e a qualidade das iniciativas é um sinal da importância de ampliar o apoio à comunicação popular, periférica, comunitária ou independente nos diferentes pontos do Brasil. 

Postado em

Icone de voltar ao topo