Ataques a jornalistas tiram da população direito a boa informação sobre covid-19

8 de setembro de 2020 - ARTIGO 19 na Mídia



Fonte: Rede Brasil Atual

São Paulo – Desde o início da pandemia de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, o Brasil registrou pelo menos 82 ataques diretos contra jornalistas, comunicadores e profissionais do setor. A informação é da organização internacional Artigo 19, que monitora o direito e o acesso à informação no mundo. O dado chama atenção por dois fatores: primeiro porque, em tempos de crise como a atual, cresce a importância da atividade jornalística como provedora de informação de qualidade sobre a doença. Além disso, das violações contra a função social da imprensa no Brasil neste período, 72% delas vieram do presidente Jair Bolsonaro, ou de seu círculo mais próximo.

A Artigo 19 ressalta, em estudo recente, que os ataques contra a imprensa prejudicam o direito fundamental ao livre acesso à informação. “O ataque aos comunicadores e aos veículos de comunicação importa na vulnerabilização da população brasileira frente à conjuntura, criando um sentimento de desconfiança ao redor do trabalho informativo. Assim, a postura da Presidência da República é incompatível com a demanda urgente de melhoria da condição brasileira frente às crises agravadas pela pandemia, e pode ter intensificado a escalada de mortes evitáveis”, diz a entidade.

Leia na íntegra: https://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2020/09/ataques-a-jornalistas-tiram-da-populacao-direito-a-boa-informacao-sobre-covid-19/ 


LINK: https://artigo19.org/?p=18766

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *