Sala de Imprensa

25/07/2008 | Difamação » Notícias » Violência e Intimidação

ARTIGO 19 repudia atentado contra casa de jornalista em Santarém

Na madrugada de domingo, 20 de julho de 2008, indivíduos atearam fogo na casa do jornalista Jeso Carneiro, em Santarém, no Pará. Ninguém se feriu no incêndio, mas a casa foi danificada. Jeso Carneiro é colunista e editor de política do semanário Gazeta de Santarém, e tem um blog que trata de política. O jornalista acredita que o ataque esteja relacionado a denúncias que tem feito nesses veículos.

A ARTIGO 19 se solidariza com Jeso Carneiro e sua família, e pede às autoridades que investiguem o caso prontamente para punir os responsáveis. O ataque que a ARTIGO 19 acredita possa estar relacionado a seu trabalho jornalístico, é uma violação inaceitável à liberdade de expressão”, afirmou Agnès Callamard, diretora-executiva da ARTIGO 19.

Segundo a imprensa local, dois homens se aproximaram da casa de Carneiro em uma motocicleta preta, por volta das 2h30. Um dos homens teria jogado óleo diesel na casa e ateado fogo. Os vizinhos conseguiram apagar o fogo com água e areia e socorrer a filha e a sogra do jornalista, uma senhora de 81 anos, que estavam dentro da casa. Segundo a polícia civil em Santarém, imagens de circuito interno de vídeo de empresas próximas à casa do jornalista filmaram os indivíduos que fizeram o ataque, e as investigações estão em andamento.

Não tenho dúvida de que o ataque tem a ver com meu trabalho”, afirmou Carneiro à ARTIGO 19, citando principalmente as denúncias relacionadas a políticos locais antes das eleições municipais de outubro de 2008. “Venho sofrendo retaliações também no âmbito da Justiça Eleitoral, além de processos por difamação”, disse o jornalista. Recentemente, uma liminar da Justiça Eleitoral impediu seu blog de comparar os candidatos à prefeitura de Santarém.

Em 2000, o carro de Jeso Carneiro foi incendiado na garagem de sua casa, e em 2002 o edifício da Gazeta de Santarém também foi incendiado. “Minha família está traumatizada e eu estou me sentindo muito inseguro, mas não quero sair de Santarém”, afirmou Carneiro. A ARTIGO 19 pede às autoridades que forneçam a segurança necessária para que Carneiro possa dar continuidade a seu trabalho jornalístico.

Compartilhe
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Google Bookmarks
  • del.icio.us
  • Live
  • LinkedIn