Fotógrafo cegado por bala de borracha da PM faz última tentativa de condenar Estado

30 de novembro de 2019 - ARTIGO 19 na Mídia



Fonte: Ponte Jornalismo

A defesa do fotógrafo Sérgio Silva ingressou, no dia 11 de novembro, junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) com agravo para que o órgão analise seu processo, negado em instâncias inferiores. Primeira, segunda e terceira instâncias do poder Judiciário negaram ao profissional, integrante da Ponte, indenização por danos morais, após ele ficar cego do olho esquerdo ao ser atingido por um tiro de bala de borracha da PM paulista durante as manifestações de 2013. O julgamento do recurso ainda não tem uma data definida, mas deve ocorrer somente em 2020.

“A verdade é que chegamos no STF sem que verdadeiramente tenha sido analisado o que aconteceu no 13 de junho.  Eu digo isso porque não é verdade que nós não conseguimos provas. Na verdade é que uma série de barreiras jurídicas foram sendo colocadas para que não tivesse uma adequada prestação jurisdicional”, diz o advogado Lucas Andreucci, responsável pela defesa do fotógrafo. “Eu chego no STF de cabeça erguida, porque sei que a causa é justa”, afirmou à Ponte.


LINK: https://artigo19.org/?p=17076

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *