ARTIGO 19 Critica Agressão a Equipe de TV no Paraná

17 de março de 2008 - Censura



No dia 10 de março de 2008, uma jornalista e um cinegrafista da emissora de televisão RIC-TV, do município de Almirante Tamandaré, no Paraná, denunciaram que foram intimidados por um policial militar. Quando haviam terminado de gravar imagens dentro da prefeitura para uma matéria sobre a ausência de vagas nas creches do município, um policial militar que trabalhava como guarda da prefeitura tentou confiscar o equipamentodo cinegrafista e apontou uma arma para a cabeça do motorista da emissora. Segundo o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor), outros casos de agressões a jornalistas foram registrados no estado recentemente.

A ARTIGO 19 condena de forma veemente as ações do policial e pede uma investigação completa do incidente, incluindo uma análise das determinações estabelecidas pela cadeia de comando e um exame das diretrizes policiais. O inquérito também deve explorar outros possíveis incidentes, assim como responsabilidades e respostas institucionais”, afirmou Agnès Callamard, diretora executiva da ARTIGO 19.

A repórter Simone Munhoz e o cinegrafista Marcelo Dorce afirmaram que tinham uma autorização para filmar dentro do edifício da prefeitura. No entanto, o policial militar tentou tomar a câmera do cinegrafista e disse que iria apagar as imagens gravadas. O policial passou a seguir a jornalista e o cinegrafista para impedir que deixassem o local. Em determinado momento, o policial também teria apontado sua arma para a cabeça do motorista da emissora.

A polícia militar chegou ao local poucos minutos após o conflito e o Comando da Polícia Militar se comprometeu a instaurar um processo administrativo para apurar a conduta do policial. O secretário de Segurança Pública do Paraná se comprometeu publicamente a apurar o caso e afastar o policial. No dia 13 de março, o prefeito de Almirante Tamandaré, Vilson Rogério Goinski, visitou a sede da emissora e desculpou-se pelo que ocorreu.

A ARTIGO 19 parabeniza as autoridades por criticarem as agressões, mas solicita que sejam tomadas medidas concretas para punir os responsáveis pelos abusos e impedir novas agressões.


LINK: https://artigo19.org/?p=774

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *