Relator da ONU reforça necessidade do direito à reunião e à associação

Fonte: Carta Capital 

No último dia 17 de julho, 23 manifestantes que participaram, entre 2013 e 2014, de protestos no contexto da Copa do Mundo foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a penas que variam de 5 anos e 10 meses a 7 anos de prisão em regime fechado.

Na sentença do juiz Flavio Itabaiana, observa-se a interpretação de que os manifestantes estariam desrespeitando os poderes constituídos ao realizarem os protestos.

Leia na íntegra: https://www.cartacapital.com.br/blogs/intervozes/relator-da-onu-reforca-necessidade-do-direito-a-reuniao-e-a-associacao

Postado em

Icone de voltar ao topo
1