A imaginação fora do poder

As Jornadas de Junho de 2013 representaram a maior mobilização popular na história do Brasil desde a campanha pelas eleições diretas em 1984; com a diferença marcante de que a campanha pelas diretas foi organizada por uma frente política institucional de oposição à ditadura, que convocou as manifestações em apoio à emenda que propunha a volta das eleições diretas para presidente e que seria apreciada pelo Congresso Nacional.

Em junho de 2013, não havia lideranças orgânicas, nem partidos à frente das mobilizações e nenhuma expectativa com relação a uma votação no Parlamento.

Clique aqui e leia a matéria completa.

Postado em

Icone de voltar ao topo