ARTIGO 19 apresenta sua nova Direção Executiva

A ARTIGO 19 Brasil e América do Sul, após um processo interno de seleção participativo e orgânico, dá as boas-vindas à Raísa Ortiz Cetra e Paulo José O. M. Lara, que assumem hoje sua Direção Executiva. A diretoria da organização conta com a colaboração da diretora financeira, Walquiria Moreira.

Raísa e Paulo foram, respectivamente, coordenadores das áreas de Proteção e Participação e Direitos Digitais nos últimos anos. Raísa Cetra é bacharel em Relações Internacionais e doutoranda em Saúde Global pela USP. Paulo José é Doutor em Ciência Política e Estudos Culturais pela Universidade de Londres e possui graduação em Ciências Sociais pela UNICAMP. Ambos são ativistas que possuem sólida trajetória tanto no campo da democratização da comunicação, como do direito internacional dos direitos humanos.

A ARTIGO 19 agradece a Denise Dourado Dora, que conduziu a organização nesses anos desafiadores para o Brasil e a região, com a crise sanitária global e o crescimento exponencial do conservadorismo e o silenciamento de vozes dissidentes. Destacamos sua contribuição nos debates sobre liberdade de expressão, em especial pela idealização e execução da Revista Artigo 19, já em sua terceira edição, agora em três idiomas. Também pelo fortalecimento e apoio a comunicadores e comunicadoras populares na Campanha #CompartilheInformação e no Curso de Empoderamento Legal. Finalmente, pela inclusão da agenda de liberdade de expressão artística na organização, que começou com a Campanha 20x Arte. Estamos certos de que sua jornada continua na defesa da liberdade de expressão para o fortalecimento do campo democrático brasileiro e sul-americano.

A ARTIGO 19 atua há 15 anos na América do Sul na defesa e promoção  da liberdade de expressão e do acesso à informação. Para fazer frente aos desafios do avanço dos autoritarismos no mundo, a organização aprimora sua estrutura de governança, comprometida com o cuidado e o bem-estar da equipe, com políticas de promoção das igualdades de gênero, raça e diversidades, e o suporte à formação e ao desenvolvimento profissional de sua equipe.

No contexto atual de ameaças às liberdades, direitos individuais e coletivos e, no limite, à própria democracia, a organização seguirá atuando para a proteção e promoção de vozes historicamente silenciadas. Não há democracia com silêncio.

A nova direção, a equipe e o conselho da organização seguem firmes nestes compromissos.

 

 

Postado em

Icone de voltar ao topo