Radialista do interior do Ceará é alvo de violações à liberdade de expressão

19 de abril de 2018 - Notícias



 

A ARTIGO 19 e a AMARC (Associação Mundial de Rádio Comunitárias) vêm a público repudiar as diversas violações à liberdade de expressão sofridas pelo radialista Ilton Santos, em Morrinhos (CE). Ilton é profissional da rádio comunitária Liberdade FM, onde dirige o programa “É de Lascar”, e desde o início do ano têm sido alvo de diversos ataques em razão de seu trabalho.

Em janeiro, o radialista sofreu uma tentativa de sequestro. No episódio, Ilton foi abordado por uma pessoa armada quando saía da rádio e forçado a entrar em seu carro e conduzi-lo. Ao longo do caminho, o radialista realizou uma manobra brusca, jogando o veículo em direção a uma cerca. Com o impacto, ele conseguiu abrir a porta do carro e fugir.

Semanas após o evento, Ilton recebeu mensagens de ameaça pelo celular vindas de um vereador da cidade em que se dizia: “tenho coisa pior pra tu”.

Já no último dia 12, o radialista passou por uma nova situação de violência e intimidação. Enquanto reportava a enchente nos rios de Morrinhos e problemas enfrentados pela população, Ilton foi abordado no estúdio da Liberdade FM por uma secretária da prefeitura municipal, que chegou ao local acompanhada de um homem, enquanto três carros a aguardavam do lado de fora. Alegando que o veículo noticiava mentiras, a secretária mandou que os equipamentos da rádio fossem desligados, o que Ilton se recusou a obedecer. Após a situação de tensão, a secretária e sua equipe deixaram o local.

A esses dois esses casos somam-se uma ação da Câmara de Vereadores de Morrinhos ocorrida em outubro de 2017, quando parlamentares tentaram aprovar um requerimento em que exigiam acesso a todas as gravações do programa “É de Lascar” daquele ano, além de explicações do vínculo entre Ilton e a rádio Liberdade FM e das regras para a disponibilização de programas no ar. Repudiado pelo Sindicato dos Radialistas do Ceará e pela Associação de Jornalistas do Interior do Estado, o requerimento acabou arquivado.

Para a ARTIGO 19, todos esses eventos constituem uma tentativa sistemática de calar um comunicador. Situações assim não podem ser vistas como casos isolados ou ignoradas pelas autoridades competentes.

É importante destacar que, segundo o monitoramento da ARTIGO 19, o Estado do Ceará desponta como um dos mais violentos para comunicadores, sobretudo radialistas. Dessa forma, é necessário e urgente que as circunstâncias dos episódios ocorridos com Ilton Santos sejam investigadas e apuradas com rigor, levando em conta que tudo indica tratar-se de sérias violações à liberdade de expressão.

 


LINK: http://artigo19.org/?p=13706

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *