Último voto de Celso de Mello defende que Bolsonaro deponha presencialmente

9 de outubro de 2020 - ARTIGO 19 na Mídia



Fonte: Sul21

Em seu último voto antes de se aposentar do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Celso de Mello negou, nessa quinta-feira (8), o recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) para que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento por escrito no inquérito em que é investigado de interferência na Polícia Federal.

Segundo Celso de Mello, decano do STF, Bolsonaro não tem o direito de depor por escrito porque figura no processo na condição de investigado, e não como testemunha ou vítima. Ele repetiu o posicionamento manifestado em setembro quando, monocraticamente, indeferiu o mesmo pedido.

Após o voto, o presidente do STF, Luiz Fux encerrou a sessão em homenagem a Celso de Mello, que se aposenta na próxima terça-feira (13).

Leia na íntegra: https://www.sul21.com.br/ultimas-noticias/politica/2020/10/ultimo-voto-de-celso-de-mello-defende-que-bolsonaro-deponha-presencialmente/


LINK: https://artigo19.org/?p=19018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *