18 senadores eleitos se comprometeram com lei de acesso à informação
Categories: Notícias
Dezoito senadores eleitos se comprometeram com a lei de acesso a informação; 31 não assumiram esse compromisso.

Em setembro, a Transparência Brasil, com a colaboração da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e a ONG Artigo 19, enviou ofícios a 91 candidatos ao Senado Federal questionando-os a respeito de suas posições com relação ao projeto de lei de acesso a informação pública (PLC 41/2010) que tramita naquela Casa. Foram consultados todos os políticos que contavam com mais de 10% de intenções de voto em pesquisas eleitorais.
Entre os senadores eleitos, 18 se comprometeram com a aprovação integral do projeto de lei e 31 não se manifestaram. Quatro não figuravam com mais de 10% das intenções de votos em pesquisas eleitorais e, portanto, não chegaram a ser consultados pela Transparência Brasil.
Consulte aqui a lista completa dos senadores eleitos que firmaram o compromisso.
O projeto de lei de acesso a informação pública (PLC 41/2010) é resultado de discussão iniciada em 2005 pela Transparência Brasil no Conselho de Transparência Pública e Combate à Corrupção da Controladoria-Geral da União (CGU). Em 2006, como resultado de negociações conduzidas pela Transparência Brasil, o então candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva transformou o projeto de lei de acesso à informação em promessa de governo.
Em maio de 2009, por iniciativa do Executivo federal e após pressões exercidas pela Transparência Brasil e outros atores junto à CGU e à Casa Civil, o projeto de lei regulamentando o acesso a informações públicas foi enviado ao Congresso. Em abril de 2010, o projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados e enviado ao Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *